Blog da FEAC

José Lario Zimmer

Mais uma CEDRENSE ILUSTRE MANDA NOTÍCIAS DO ALÉM.

Mais uma CEDRENSE ILUSTRE MANDA NOTÍCIAS DO ALÉM.
21 de Agosto de 2018

CORREIO DO ALÉM.

Mais uma CEDRENSE ILUSTRE MANDA NOTÍCIAS DO ALÉM.

21.08.2018.

DESTA VEZ a Missivista foi a D. Carmela, que escreveu o seguinte:

“Boa noite meus irmãos encarnados da Terra.

Estou feliz em poder agradecer todas as orações e energias boas recebidas de tantos amigos que tive e que fiz nesta cidade na minha última encarnação, sou grata por tudo.

Quando desencarnei com muita idade, chegando no outro lado da vida encontrei meus pais e irmãos e muitas pessoas conhecidas que ajudei enquanto estive encarnada, e todos quiseram me ajudar, mas meu querido ANJO que me acompanhou e orientou durante toda a minha caminhada, me encaminhou para o Hospital, onde fui descansar.

Ainda estou no Hospital, já reconheci meus parentes, conforme falei, também muitos amigos, estou bem melhor, mas preciso ficar internada por mais um tempo e curar todas as feridas do corpo e da alma que são as mais doloridas, porque deixei de fazer muitas coisas na terra que poderia ter feito ainda melhor.

Abraço a todos os meus filhos encarnados e que todos sigam o caminho do bem e agradeço a todos desta Casa que me ajudaram na passagem.

No dia da homenagem aos pioneiros encontrei as minhas filhas e fiquei muito feliz e também estive presente.

Com muito amor a todos os Cedrenses peço que Deus abençoe a todos e todos os nossos filhos e netos.

D. Carmela.

REFLEXÃO!

É importante que avaliemos alguns pontos do conteúdo da carta enviada por D. Carmela em nosso trabalho do CORREIO DO ALÉM.

  • A primeira constatação é de que a vida continua, isto significa que o desencarne não é o fim de tudo, apenas a morte do corpo físico que serviu de veículo de manifestação durante a vida na Terra.
  • Que a ideia ou a noção que todos aprendemos em nossas respectivas religiões de que a CONTINUAÇÃO DA VIDA nos levaria a um Céu, Inferno ou Purgatório é apenas a imagem que foi criada por falta de conhecimento.
  • Assim, de suas informações constatamos:
  • Mostrou também que por largo tempo a pessoa fica conectada à sua comunidade e sua gente, porquanto teve permissão para assistir a homenagem que foi prestada aos pioneiros no Clube Cedrense no mês de julho último.
  • Enfim, a D. Carmela foi uma pessoa que em vida criou uma poupança especial, através do trabalho incansável, cuja ação é que constitui o VERDADEIRO CAPITAL que levamos para a outra dimensão.

  • Que cada Ser Humano possui um Anjo Guardião que o acompanha do lado de cá e de do lado de lá, tanto é que ela conta que os familiares e amigos queriam ajuda-la, mas, segundo sua expressão: “O meu querido Anjo me encaminhou para o hospital.”
  • Tudo o que já nos foi repassado por nossos Mentores e instrutores da Casa da FEAC nos assegura que quando a pessoa tem merecimentos o primeiro prêmio é ser encaminhado para um Hospital onde recebe atendimento para a cura de registros negativos em seu campo astral e mental, ao mesmo tempo recebe, com todo o carinho, orientações acerca da nova vida que encontra na outra dimensão.
  • Aqueles Seres que não tem essa meritocracia ficam às vezes por muito tempo perambulando, perdidos no além.

A D. Carmela foi uma pessoa que dedicou grande parte de seu tempo no trabalho social, inclusive nas atividades da Paróquia, exercendo as funções de ministra.

Enquanto espero que todos possam aproveitar mais esta comunicação para a sua EVOLUÇÃO lhes digo, Até a próxima.

J.Lario.

Download PDF

Galeria de imagens

Comente:
VEJA TAMBÉM
FUNCIONAMENTO DAS COMUNICAÇÕES NO CORREIO DO ALÉM

José Lario Zimmer

FUNCIONAMENTO DAS COMUNICAÇÕES NO CORREIO DO ALÉM

FEAC – 02 de julho de 2019. Caros Internautas! Recebemos perguntas de nossos leitores, para os quais a comunicação entre Dois Mundos ainda constitui uma grande novidade, e por isso, sobram dúvidas acerca de sua realidade e então pedem que possamos dar uma explicação como ocorrem as comunicações. Assim, VAMOS HOJE DAR UMA EXPLICAÇÃO SOBRE O FUNCIONAMENTO DAS COMUNICAÇÕES NO CORREIO DO ALÉM, cujo entendimentos adquirimos através do ensinamento dos próprios Espíritos comunicantes. 1.O sistema de comunicação é similar ao modelo e sistema de comunicação entre nós outros encarnados, vivos do lado de cá. 2. Os nossos irmãos falecidos nós OS chamamos de ESPÍRITOS, porém nós também somos ESPÍRITOS, a diferença está que nós estamos presos a um corpo físico, ainda muito limitado e eles estão fora desse corpo denso com um outro CORPO BEM MAIS SUTIL. 3. Como funciona a comunicação verbal entre nós os vivos do lado de cá do Rio da Vida? Vamos dar um exemplo: Quando eu estou falando, como chega a minha voz até vocês? Através de ondas eletromagnéticas. Vocês têm os ouvidos, sistema auditivo que captam essas ondas, transferem as ondas para o cérebro e o cérebro decodifica as ondas eletromagnéticas carregadas com as minhas palavras abrindo o arquivo do cérebro para o entendimento. Ora, se eu disser escreva o seu nome, o que ocorre? a pessoa ouviu se ela tiver caneta e papel o cérebro através do sistema neurológico ordena para a mão escrever. O que pode acontecer com a recepção e a decodificação das minhas palavras através das ondas eletromagnéticas por exemplo: a) Se o aparelho auditivo não funcionar, a pessoa sendo surda ela não recebe essas ondas. b) Se as palavras emitidas vierem num código desconhecido do receptor ele não tem como decodificá-las porque ele desconhece o código. Seu eu falar em alemão, apenas aqueles que têm em seu arquivo o código do vocabulário da língua alemã vai decodificar o que eu escrevo. Se alguém aqui vier falar em JAPONEZ, todos nós vamos captar as palavras por ele faladas através das mesmas ondas eletromagnéticas, porém, o nosso cérebro desconhece o significado do código da língua japonesa assim, não entenderemos patavina do que ele falar. VAMOS AGORA PARA A COMUNICAÇÃO ESPIRITUAL. 1 Ela tem a possibilidade de ocorrer entre dois (2) espíritos. Um do lado de lá e outro do lado de cá, mas ambos são espíritos, porém utilizando equipamentos diferentes. 2.Para que isso ocorra são necessárias algumas condições: a) Tanto o encarnado quanto o desencarnado precisa admitir que isso será possível. Assim, até o início do século XX, quando ainda não eram conhecidas as ondas eletromagnéticas do rádio – a humanidade não admitia que pudesse ocorrer a comunicação à distância. Temos o grande exemplo das dificuldades encontradas pelo Padre Roberto Landel de Moura. b) 2º. Admitida a possibilidade da comunicação precisamos do APARELHO receptor. c) No caso da COMUNICAÇÃO COM O MUNDO ESPIRITUAL precisamos ter uma pessoa com condições CEREBRAIS que permitam captar as ondas emitidas pelo ESPÍRITO COMUNICANTE e decodificá-las traduzindo-as em palavras da mesma forma como se as estivesse ouvindo com o OUVIDO FÍSICO. E, segundo pesquisas científicas, a GLÂNDULA PINEAL é a antena receptora do encarnado. d) Ainda não são todas as pessoas que tem essa aptidão. Alguns mais outros menos e a grande maioria não possui nenhuma aptidão. Ou seja, o seu EQUIPAMENTO CEREBRAL está nas mesmas condições de um SURDO para a voz entre nós outros. e) As pessoas com essa aptidão precisam treinar, quanto mais elas praticarem mais prática adquirirão para receber e decodificar as mensagens. DADA ESSA EXPLICAÇÃO PODEMOS ENTENDER COMO FUNCIONA O CORREIO DO ALÉM. 1.O Amigo Espiritual que é o comunicante aproxima-se do médium e é ajustada a frequência entre ambos para facilitar a comunicação. 2. Ele acopla, se liga no CAMPO ELETROMAGNÉTICO do médium receptor e emite as palavras ATRAVÉS DOS ESTÍMULOS ELETRO MAGNÉTICOS que são recebidos, não pelo ouvido do médium, mas diretamente pelo seu ARQUIVO CEREBRAL que as recebe, decodifica, traduz e escreve. Essa é a forma mais comum. Existem outras formas. 3. Vejam então como é complexo tudo isso. Isso precisa de muito treinamento, boa vontade, disposição, grande sentimento de caridade por parte do MÉDIUM. 4. Para que ele se torne um receptor de informações cada vez mais eficiente ele modifica algumas formas de ser. Por exemplo: Os nossos instrutores recomendam que em dia de trabalho mediúnico a pessoa tome muita água, porque a água dilui a carga tóxica, negativa existente em nosso organismo e proveniente de nossos atritos e incômodos no dia a dia. 5. Recomendam que o médium não fume, não beba e não coma carne vermelha nesse dia e de preferência que lentamente exclua a carne vermelha de seu cardápio. Aqui já foi falado do porquê. Assim concluindo e resumindo: A COMUNICAÇÃO NÃO SÓ É POSSÍVEL, MAS ELA FAZ PARTE DA REALIDADE DE NOSSA CASA, e nos dá a prova fática de que: 1º. A VIDA CONTINUA APÓS A MORTE DO CORPO FÍSICO. 2º. Através dela muitos Irmãos já desencarnados e vivendo na OUTRA DIMENSÃO conseguiram ao longo das décadas enviar conteúdo informativo para que nós outros do lado de cá pudéssemos entender efetivamente a verdadeira razão pela qual nascemos na terra. 3º. As comunicações sempre existiram, porém, elas ganharam uma dimensão fundamentada através da Obra de Allan Kardec que foi toda transmitida pelos Espíritos Superiores. E no Brasil, devemos a Francisco Cândido Xavier, a gratidão por tê-la tornado cabalmente provada. A todos quantos duvidam da viabilidade das comunicações entre Dois Mundos sugerimos ler o primeiro livro psicografado por Chico Xavier, dentre os mais de 400, com o título PARNASO DO ALÉM TÚMULO. Nesta obra 56 poetas brasileiros e portugueses ditam suas poesias cada um dentro de seu próprio estilo adotado em vida do lado de cá. Escrevem pelas mãos de Chico: Casemiro de Abreu – Oh! Que clarão dentro dalma. Constantemente cismando. O pensamento sonhando E o coração a cantar. Na delicada harmonia Que nascia da beleza Do verde da natureza Do verde do lindo mar. Castro Alves. Há mistérios peregrinos No mistério dos destinos Que nos mandam renascer; Da luz do Criador nascemos, Múltiplas vidas vivemos, Para à mesma luz volver. Augusto dos Anjos. Descansa agora vibrião das ruínas, Esquece o verme, as carnes, os estrumes, Retempera-te em meio dos perfumes Cantando a luz das amplidões divinas. Para mim causou uma admiração muito grande das várias poesias ditadas por Augusto dos Anjos com uma semelhança extraordinária das que ele escreveu em vida e publicadas no livro EU e OUTRAS POESIAS. Lembramos ainda que Chico escreveu essa obra com apenas 17 anos de idade e possuía somente o curso primário, no ano de 1.927, porém, publicada pela Federação Espírita Brasileira somente no ano de 1.932. Compartilho essas informações para servir de prova de que Chico Xavier não poderia de sua própria lavra escrever essa obra maravilhosa. Aliás, confesso que quando iniciei a minha busca, foi essa obra que teve para mim uma contribuição fundamental para admitir os fundamentos da Doutrina Espírita que foram obtidos por Allan Kardec através da comunicação entre Dois Mundos. Com votos de FELIZ EVOLUÇÃO envio a todos o meu fraternal abraço. J.Lario Zimmer.

ALERTA DE UM CAMINHONEIRO

José Lario Zimmer

ALERTA DE UM CAMINHONEIRO

Caros Internautas! 29 de junho de 2019. A mensagem psicográfica que transcrevemos mostra que no curto espaço de tempo que vivemos encarnados necessitamos organizar o nosso tempo, não apenas priorizando o lado material. A matéria é meio e o fim é o progresso evolutivo espiritual. Joanna de Angelis, mentora de Divaldo Franco nos lega essa pérola de definição acerca da verdadeira razão pela qual estamos encarnados na Terra, cuja percepção ainda é desconhecida da maioria da humanidade. Quando ela diz: “A Fatalidade da lei Divina é a perfeição do Espírito. Alcançá-la é a proposta da vida. Como conseguir, é a opção de cada qual” (Joanna de Ângelis). A mensagem que a seguir transcrevemos evidencia que nosso irmão motorista se inseria no número daqueles que colocou o trabalho como fim, esquecendo de dedicar um tempo maior para sua saúde, sua família e sua essência espiritual. Que cada um de nossos prezados leitores possa avaliar e perguntar: E EU? Como estou agindo? Por que nasci na terra? A minha atividade e busca material é um MEIO ou é um FIM? Assim compartilhamos o depoimento DE UM CAMINHONEIRO QUE SERVE COMO ALERTA. “Boa noite! Sempre fui muito saudável e trabalhava muito e não me preocupava com minha saúde. Pensava que quando envelhecer vou preocupar-me com isso. Porém, um dia senti uma pressão no peito parecia que ardia, um mal-estar súbito. Pensei em parar o caminhão e dar uma aliviada na dor no peito. Tomei uns goles de água e parecia melhorar aí pensei vou tocar até chegar no próximo posto e aí parar, porque já estou me sentindo melhor. Foi grande o susto quando percebi que já não conseguia ver os outros carros, a visão estava nublada e aí tudo escureceu. Um grande barulho e não vi e senti mais nada. Quanto tempo passou não sei precisar agora, mas foram alguns dias. Acordei, estava num hospital. Apesar de estar todo machucado quase não sentia dor. Mas o lugar era muito estranho. Tentei identificar alguém conhecido e não via nenhum rosto familiar. Apenas algumas pessoas com as mesmas vestes que usava. Alguns minutos se passaram e então uma senhora muito sorridente se aproximou da minha cama, olhou intensamente em meus olhos e novamente sorriu. Então perguntei onde estou? Fizeram-me curativos, o que aconteceu? Que lugar é este? Com muita mansuetude ela respondeu: Estás num hospital, sofreste um acidente de trânsito, seu caminhão foi de encontro com uma carreta e ambos os motoristas morreram. Que motoristas perguntei? Os que se envolveram. Lamento a morte deles falei e quem foi o culpado? Espero que não tenha sido eu. A revelação foi dolorosa e soube que o culpado fora eu. Falei em tom desesperador: Vou ajudar os familiares deviam ser pais de família como eu. Tinham esposa e filhos? O outro era um rapaz solteiro respondeu. Balbuciei, menos mal não deixou filhos. A senhora respondeu: Sim, mas deixou pais. Mas a senhora falou que ambos morreram. E o outro a quem se referiu tinha filhos? Sim tinha ou melhor tem filhos são dois meninos um de 10 e outro de 6 anos. Ah! Então como eu, porque eu também tenho dois filhos com essas idades. Ela pegou minhas mãos e relatou tudo o que havia ocorrido e então soube que era eu o outro que havia morrido também. O desespero foi grande, sofri, chorei e a dor da saudade era imensa. Ela tentava me acalmar e eu gritava aos prantos quero ver meus filhos e minha esposa. Ela explicou que como havia partido não seria possível naquele momento. Consegui me acalmar e comecei fazer uma retrospectiva da minha vida. Só soubera trabalhar, nem ao menos eu arrumava tempo para fazer sequer um exame de saúde em toda a minha vida de 45 anos e agora? Estava morto. Mesmo aqui a simpática senhora me explicava sobre a morte ainda assim não conseguia aceitar a partida tão cedo. Tudo o que sobrou foi um amontoado de bens e um grande vazio na vida dos meus filhos que pouco conviveram com o pai que estava sempre na estrada trabalhando sem parar. Minha mensagem hoje é: PAIS! APROVEITEM A OPORTUNIDADE DA CONVIVÊNCIA FAMILIAR. PODEM TRABALHAR E DEVEM TRABALHAR, PORÉM, TIREM AGUNS DIAS PARA CUIDAR DOS FILHOS. POIS QUANDO A VERDADE NOS É REVELADA A DOR E A SAUDADE TOMA CONTA DE NÓS. O REMORSO É O NOSSO MAIOR SOFRIMENTO ELE É QUE NOS ACUSA DOS ERROS COMETIDOS. Assina: Álvaro de Matos – Um caminhoneiro que não chegou no destino, mas chegou no fim da estrada.” Com um fraternal abraço desejo a todos FELIZ EVOLUÇÃO. J. Lario Zimmer.

MENSAGEM DE UM SUICIDA

José Lario Zimmer

MENSAGEM DE UM SUICIDA

Caros Internautas! Compartilhamos a mensagem de um suicida para que sirva de aprendizado de que ninguém consegue acabar com a vida. FEAC – CORREIO DO ALÉM. 22 de junho de 2019. MENSAGEM DE UM SUICIDA. Olá! Boa noite! Meu nome é Olavo e quando eu tinha 53 anos, eu decidi que a vida não valia mais a pena ser vivida e através do suicídio pelo enforcamento desencarnei. Cheguei a esta decisão porque me sentia muito sozinho e sentia muita solidão. Estava viúvo, os filhos fora de casa, com suas famílias e atividades e pouco nos víamos. Eu comecei a colocar a ideia na cabeça de que se eu morresse iria me encontrar com ela, minha esposa, de quem sentia tanta falta. Essa decisão foi tomando aos poucos e planejando aos poucos, pois precisava tomar coragem, tinha medo de fazer meus filhos sofrerem. Tomei a decisão de visita-los e ficar uns dias na casa de cada um e confesso que depois de alguns dias me sentia até um estorvo na casa deles, voltei para minha casa na certeza de que não sentiriam minha falta e de que eu seria feliz junto dela no céu. Decidi o dia, a hora e comprei as coisas necessárias; escolhi o lugar, fiz os planos, escrevi uma carta de despedida e no dia escolhido passei o dia jejuando e orando e estava feliz, pois minha solidão teria um fim e eu me encontraria logo mais com minha querida esposa. Efetuei o ato e fui caindo, caindo, caindo, fiquei num lugar horrível, cheio de árvores secas e tristes, um lugar escuro, com um cheiro insuportável; senti muitas dores e vi que assim como eu, naquele lugar, havia muitos pendurados pelo pescoço naquelas árvores feias e secas. A dor física é nada em comparação a dor que se faz sentir na alma. A solidão, tristeza, medo, desespero, sentimento de culpa, medo do julgamento dos outros e de Deus castigam a alma mais do que o ferro quente que queima a pele. Eu queria gritar, pedir socorro, pedir perdão, mas o grito não saía, pois eu tinha uma corda sufocando meu pescoço. Minha mente parecia escutar e sentir a dor e o choro dos familiares na terra e aquilo fustigava a minha alma. Fiquei nesse lugar por mais de vinte e poucos anos e quando fui socorrido pelos SOCORRISTAS DESTA CASA DE AMOR eu era um homem muito doente do corpo e da alma, mas uma coisa posso garantir a todos vocês, o ESTÁGIO NO VALE DOS SUICIDAS me fez aprender que devemos cuidar de nossa vida, lutar contra nossos problemas familiares, de trabalho, sociais ou íntimos e nunca, jamais pensar em fugir através da morte, pois este é um grande equívoco e que levaria muito tempo para se recuperar das dores que ficam deste ato impensado. Quando estamos tristes, precisamos de ajuda tanto da família, quanto de profissionais, pois assim podemos melhorar, pois assim podemos suportar com mais fé os obstáculos que a vida coloca em nosso caminho para a nossa própria evolução espiritual. A hora da partida de cada um é decisão Divina, não cabe jamais a nós esta decisão, pois acarreta em muito mais dor e sofrimento para nós para os nossos amados familiares. Hoje ainda me encontro em recuperação, numa Colônia que é de recuperação de Seres que deixaram o orbe pelo suicídio. Ainda não tive permissão de ver minha esposa e sei que tão cedo não terei esta permissão, pois ela partiu de morte natural e eu infringi gravemente uma Lei Divina. OLAVO (Um Ser que desencarnou pelo suicídio). REFLEXÃO. Queremos lembrar a nossos caros leitores que quando os Coordenadores do CORREIO DO ALÉM na OUTRA DIMENSÃO autorizam a publicação de um histórico de desencarne, eles pretendem que o conteúdo sirva de lição para que todos nós possamos acrescentar um pouco mais de conhecimento acerca da VIDA, e DA FORMA DE CONTINUAÇÃO DA VIDA. Temos que reconhecer que, na prática, sabemos tão pouco acerca da profundidade desse tema que é fundamental para nossa jornada evolutiva, mas que infelizmente o SEU CONTEÚDO NÃO FAZ PARTE de um PROGRAMA CURRICULAR na organização educacional de nossa sociedade. Alguns tópicos para reflexão: Que ninguém consegue acabar com a vida, termina com a existência, mas a vida é eterna. Que o nascimento, através do reencarne na Terra é uma dádiva e faz parte da Lei Universal da Evolução e que as dificuldades fazem parte da própria condição do nosso Planeta Azul, porque suas condições evolutivas ainda o colocam entre os mundos de EXPIAÇÃO e PROVAS. O conteúdo demonstra e descreve exatamente os quadros que são vistos pelos nossos médiuns e informados pela Equipe Espiritual toda vez que fazemos resgates pela técnica da Apometria de suicidas por enforcamento. O nosso missivista menciona o VALE DOS SUICIDAS. Num trabalho de psicografia a médium YVONNE A. PEREIRA psicografou uma obra volumosa, ditada pelo Espírito de Camilo Cândido Botelho sob o título MEMÓRIAS DE UM SUICIDA, onde descreve num volume de 687 páginas as condições desse lugar no astral. Cada um, que lê esta mensagem e tem consciência de que tudo isso não é mera suposição, mas são fatos que fazem parte da realidade da caminhada humana divulgue com seus amigos para que possamos, através do conhecimento e também da solidariedade diminuir o número daqueles que ainda acham que SUICIDAR É UMA SOLUÇÃO. Porque cada um de nós em algum momento da vida, talvez já tenha pensado de que a vida era pesada demais. Com votos de FELIZ EVOLUÇÃO envio o meu FRATERNAL ABRAÇO, na esperança sempre de ter contribuído para o aumento no conhecimento acercada da continuação da vida. J. Lario Zimmer.

Todos os direitos reservados. FEAC Fraternidade Espírita Amigos da Comunidade. 2015

Desenvolvido por: DBlinks